CÉREBRO

Lesões em Áreas Corticais Específicas

Uma lesão da camada superior do cérebro (córtex cerebral) geralmente compromete a capacidade do indivíduo de pensar, de controlar as emoções e de comportar-se normalmente. Existem áreas específicas do córtex cerebral que são responsáveis por tipos específicos de comportamento, portanto, o local preciso e a extensão da lesão determinam o tipo de sequela.

Lesão do Lobo Parietal Os lobos parietais do córtex cerebral são responsáveis pela combinação das impressões relacionadas à forma, à textura e ao peso e as transformam em percepções gerais. As habilidades matemáticas e da linguagem têm origem em alguma parte dessa área; mais especificamente das áreas adjacentes aos lobos temporais. Os lobos parietais também ajudam as pessoas a se orientar no espaço e a perceber a posição das partes do corpo. Um pequeno défice na parte anterior dos lobos parietais produz dormência no lado oposto do corpo. Os indivíduos com lesões maiores podem perder a capacidade de realizar tarefas sequenciais (um problema denominado Apraxia) e a consciência do sentido direita - esquerda. Um défice importante pode afectar a capacidade do indivíduo de reconhecer as partes do corpo ou o espaço que o circunda ou pode inclusive interferir na memória anteriormente bem conhecida, como relógios ou cubos. Por essa razão, uma lesão súbita de algumas partes do lobo parietal às vezes faz com que o indivíduo ignore a gravidade de seu problema e negligencie ou inclusive negue a existência da paralisia que afecta o lado do corpo oposto à lesão cerebral. Ele pode apresentar confusão mental ou delírios e pode tornar-se incapaz de se vestir sozinho ou de realizar tarefas comuns.

Lesão do Lobo TemporalOs lobos temporais processam os eventos imediatos na memória recente e remota. Eles permitem que os sons e as imagens sejam interpretados, armazenam os eventos sob a forma de memória e evocam os já memorizados e geram as vias emocionais. Uma lesão do lobo temporal direito tende a afectar a memória dos sons e das formas. Uma lesão ao lobo temporal esquerdo interfere drasticamente na compreensão da linguagem oriunda de fontes externas ou internas e, tipicamente, impede que o indivíduo se expresse através da linguagem. Os indivíduos com uma lesão do lobo temporal direito não dominante podem apresentar alterações da personalidade como, por exemplo, a falta de humor, graus incomuns de religiosidade, obsessões e perda da libido.

Lesão do Lobo FrontalOs lobos frontais do córtex cerebral controlam principalmente as habilidades motoras aprendidas (por exemplo: escrever, tocar instrumentos musicais ou dar laços em atacadores de calçados). Eles também coordenam as expressões faciais e os gestos expressivos. Determinadas áreas dos lobos frontais são responsáveis por actividades motoras especializadas específicas do lado oposto do corpo. Os efeitos de uma lesão do lobo frontal sobre o comportamento variam de acordo com o tamanho e a localização do defeito físico. Geralmente, as lesões pequenas não causam alterações comportamentais perceptíveis quando elas afectam apenas um lado do cérebro, embora às vezes produzam convulsões. As lesões grandes da parte posterior dos lóbulos frontais podem causar apatia, falta de atenção, indiferença e, às vezes, incontinência. Se essas lesões forem localizadas mais próximas da parte anterior ou lateral dos lobos frontais, o indivíduo apresentará uma propensão a distrair-se facilmente, sente-se eufórico sem motivo aparente, argumenta excessivamente, torna-se vulgar e rude. Além disso, ele pode não ter consciência das consequências de seu comportamento.